Portal do Governo Brasileiro
Logotipo Incra


Agricultoras gaúchas investem na produção de melado de cana


Publicado dia 16/06/2017
Crédito: Paulo de Paula

 

Há oito anos, quando foram incluídas no Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA), as agricultoras Lourdes Terezinha Fernandes e Lídia Locatelli Lambrecht iniciaram o plantio da cana-de-açúcar no assentamento Novo Horizonte II, localizado em Santa Margarida do Sul (RS), a 308 quilômetros da capital gaúcha.

Na ocasião, apostaram na produção de melado. O resultado positivo desenvolveu-se ao longo dos anos e, atualmente, o produto é comercializado em feiras e junto à clientela que conquistaram. No período de 10 a 12 de julho, as produtoras vão participar da 11ª Feira Latino Americana de Economia Solidária, na cidade de Santa Maria (região central do estado), evento no qual já comercializam o melado há alguns anos, sempre com bons ganhos nas vendas.

A agricultora Lídia conta que a dupla começou a produção de melado logo que chegou ao assentamento. “No início foi só um pouquinho, cerca de 20 quilos”, lembra. No ano passado, as produtoras alcançaram a marca de cerca de 35 quilos em meio hectare de terra.

“Na região de onde viemos, o município de Ajuricaba (região noroeste do RS), nossa família também lidava com a cana e seus derivados”, comenta Lourdes Fernandes, explicando porque optaram pela produção do alimento.

Segundo o técnico em Agropecuária, Ederson Lambrecht, da Cooperativa de Trabalho em Serviços Técnicos Ltda (Coptec), prestadora de assistência técnica contratada pelo Incra/RS para atendimento às famílias assentadas, a dupla foi orientada a trocar as variedades de cana utilizadas na região noroeste pelas espécies locais, que são mais adaptáveis. “Pedimos também para reforçarem o uso de adubação orgânica por causa da concentração de nutrientes”, explica.

Comercialização

Além das duas agricultoras, mais quatro famílias produzem o alimento no assentamento. “Nós compartilhamos o trator para tocar o engenho que também dividimos”, explica Lídia. Segundo a agricultora, a cada 15 dias o produto é levado para comercialização a uma feira realizada na cidade de Santa Margarida do Sul (RS).

“Na safra, em julho e agosto, vendemos o melado em potes de meio quilo a R$ 4. Nos outros períodos do ano, aumentamos para R$ 10 o preço do quilo”, diz. Segundo Lourdes, o grupo também tem compradores do município de Santa Margarida que vão até o assentamento para adquirir o produto, bem como clientes nas imediações.

 

 

Assessoria de Comunicação Social do Incra/RS
(51) 3284-3309 / 3311
imprensa@poa.incra.gov.br
www.incra.gov.br/rs

Ir para o Topo