Portal do Governo Brasileiro
Logotipo Incra


Cooperativa de assentamento em Rondônia inaugura agroindústria de frango caipira


Publicado dia 19/09/2017

 

Uma agroindústria para abate e processamento de frango caipira vai ser inaugurada na quinta-feira (21), na zona rural de Candeias do Jamari (RO), cerca de 50 quilômetros da capital Porto Velho, por um grupo de mulheres assentadas da Cooperativa de Agricultura Familiar Flor do Amazonas (Cooaffa).

O empreendimento tem a participação do Incra, da Santo Antônio Energia S.A. (SAE) e do governo do Estado de Rondônia. A inauguração vai contar com as presenças do governador de Rondônia, Confúcio Moura, do presidente da SAE, Roberto Junqueira Filho e do diretor de Desenvolvimento de Projetos de Assentamento do Incra, Ewerton Giovanni dos Santos.

A Superintendência Regional do Incra em Rondônia tem investindo desde 2011 na especialização em avicultura das famílias no assentamento Flor do Amazonas com recursos do Programa de Crédito Instalação – destinado ao desenvolvimento de atividade produtivas - e capacitação por meio de assistência técnica contratada pela autarquia.

A iniciativa prosperou e o grupo consolidado de mulheres inaugura a Agroindústria Familiar de Abate e Processamento de Aves. Com capacidade para abater até 500 aves por dia, o empreendimento vai receber a produção das mulheres da cooperativa que também serão as gestoras do negócio.

O recurso para a construção dos aviários veio da própria cooperativa. O Incra, por meio do Programa Terra Sol, forneceu para o empreendimento os maquinários, instalações frigoríficas, móveis, utensílios e equipamentos de proteção individual (EPIs), com investimento de R$ 400 mil.

A Santo Antônio Energia (SAE) construiu a estrutura física da agroindústria, levou a energia trifásica, capacitou e criou a cooperativa, mantém o acompanhamento técnico e distribuiu calcário para correção do solo dos cooperados. O governo estadual fez o poço de abastecimento de água com 100 metros de profundidade, equipou com bomba e também doará um caminhão de pequeno/médio porte refrigerado para a entrega dos produtos. A assentada Maria Leonilda Matara, uma das líderes do empreendimento, cedeu parte de seu lote para a construção.

O projeto segue normas sustentáveis, com tratamento no local de resíduos sólidos e efluentes, uso de energia solar, fabricação do próprio gelo, abate humanitário, além de tratamento especial da alimentação e medicação das aves, com pastagem orgânica e qualidade nutricional agregada, e ainda previsão para instalações destinadas à fabricação de produtos não comestíveis.

Preparação

Durante os cursos realizados pelo Incra, as cooperadas aprenderam sobre vacinação, manejo inicial das matrizes, definição das raças e linhagens, seleção e classificação de ovos, prática de abate, embalagem e comercialização. Ao longo do tempo conquistaram o apoio de instituições como a SAE e governo estadual.

Na Cooaffa foi realizada a análise do solo das trinta propriedades cooperadas para recomendação de adubação e formação de pastagens com nível de produção e valor nutricional adequado ao objetivo da criação. Assim, as aves possuem pasto específico que agrega valor nutricional à carne e não podem receber indutores de crescimento e ingredientes de origem animal na ração. A idade mínima de abate é 85 dias.

O projeto previu a implantação de três aviários por cooperado com ciclo de engorda de 90 a 120 dias, resultando na comercialização de um lote por mês, o que vai assegurar um fluxo contínuo de renda para a família.

Terra Sol

O Programa Terra Sol é uma ação do Incra de fomento à agregação de valor à produção. Apoia a agroindustrialização e a comercialização por meio da elaboração de planos de negócios, pesquisa de mercado, consultorias, capacitação em viabilidade econômica e gestão de agroindústrias. Atividades não agrícolas, como turismo rural, artesanato e agroecologia, também são apoiadas.

Entrega do título da terra

Durante o evento, o Incra vai entregar títulos da terra a doze famílias dos assentamentos Flor do Amazonas, cooperadas da COOAFFA, como parte do objetivo institucional de intensificar a regularização fundiária em Rondônia, importante instrumento da política de reforma agrária.

A titulação representa a segurança jurídica para quem trabalha na terra. O processo de titulação também é uma forma de reconhecimento do esforço do assentado em cumprir as exigências feitas no momento da concessão do lote. “Importante destacar que os Títulos Definitivos serão entregues de forma gratuita. O assentado receberá conjuntamente a Certidão de Gratuidade do mesmo, não tendo nada a pagar pela terra. Uma grande conquista do Incra para o agricultor familiar”, informou o superintendente do Incra/RO, Cletho Muniz de Brito.

Assessoria de Comunicação Social do Incra/RO
(69) 3229-1545 - ramal: 292
comunicacao@pvo.incra.gov.br
www.incra.gov.br/ro

Ir para o Topo