Portal do Governo Brasileiro
Logotipo Incra


Núcleo urbano do assentamento Itamarati é transformado em distrito de Ponta Porã/MS


Publicado dia 13/03/2015
 
O complexo Itamarati, em Ponta Porã(MS), deu mais um importante passo a caminho de sua emancipação, como mais um município de Mato Grosso do Sul. Os quinze vereadores da Câmara de Ponta Porã aprovaram nesta quinta-feira (12) o Projeto de Lei 02/2015 encaminhado pelo prefeito Ludimar Novais, que cria o distrito de Nova Itamarati. O Projeto de Lei deverá ser promulgado pelo chefe do Executivo no prazo de 90 dias.
 
Para o presidente do Legislativo Municipal, Marcelino Nunes de Oliveira, "a aprovação do projeto de lei vai resultar na concretização de um sonho dos moradores do assentamento. Também será um passo importante para sua futura emancipação, bem como, condição fundamental para que o assentamento receba mais melhorias promovidas pelo Município”.
 
Se fosse município, o assentamento Itamarati - localizado em Ponta Porã(MS), fronteira com o Paraguai, com seus 15.867 habitantes -, seria o 38º em população no estado de Mato Grosso do Sul, à frente de 41 cidades, como Porto Murtinho, Nioaque e Guia Lopes da Laguna, por exemplo. E esta população só tende a crescer, é o que afirma Solimar Ifram Verom, filho de assentado, que hoje trabalha em uma loja de materiais de construção. Pegando carona no desenvolvimento do núcleo urbano do assentamento, Solimar construiu um pequeno hotel, onde hospeda servidores do Incra, do MDA, da Agraer que agradecem por não terem que se deslocar até Ponta Porã, distante 50 quilômetros do assentamento, para dormir.
 
Na área destinada ao distrito Nova Itamarati, existem 330 casas de moradias, 130 edificações destinadas ao comércio, que estão localizados em uma área de três hectares que pertencem à antiga Rede Ferroviária Federal (RFFSA). 
 
No comércio pode-se encontrar de tudo: farmácias, supermercados, lanchonetes, padarias, escritórios de Contabilidade, hotéis, lojas de materiais de construção, clínica dentária, ótica, escritório de advocacia, lan house, loja de móveis, veterinárias, oficinas mecânicas (para carros, motos e tratores), restaurantes, igrejas, loja de confecções, autopeças, correio, escolas de informática, distribuidora de gás, serralheria, salão de beleza, clube de recreação, jornal semanário. Enfim, uma estrutura que a despeito de uma normatização municipal, cresce a olhos vistos, fruto de uma demanda reprimida.
 
Para Celso Cestari, superintendente regional do Incra no Mato Grosso do Sul, a criação do distrito Nova Itamarati vai proporcionar aos assentados maior atenção  por parte da Prefeitura Municipal de Ponta Porã, que agora poderá investir mais em segurança, saúde, educação, entre outros serviços. “Não temos dúvida de que esse foi mais um passo rumo à emancipação. Não vai demorar muito para que o estado reconheça o Nova Itamarati como o 80º município de Mato Grosso do Sul.
 
Assessoria de Comunicação Social do Incra/MS
(67) 3320-3811
http://www.incra.gov.br/ms
 

Ir para o Topo